aluguel-de-imovel

Aluguel de imóveis na temporada exige cuidados, segundo presidente do Creci

Para evitar surpresas desagradáveis nas festas e férias, busque sempre a ajuda de um especialista

Em tempos de festas e férias, alugar uma casa de veraneio pode ser uma opção muito mais econômica para quem viaja com a família ou em um número grande de amigos. O problema, é que, apesar das inúmeras vantagens em comparação a um hotel ou pousada, é justamente nesta época que crescem os golpes de falsos proprietários de imóveis. Por isso, é preciso ficar atento para evitar que o período de descanso se transforme em pesadelo.

Para fugir de surpresas desagradáveis e de se tornar mais uma vítima de estelionatários, o primeiro passo, de acordo com o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), José Augusto Viana Neto, é sempre procurar uma imobiliária ou profissional idôneos, antes de fechar negócio. Isso porque a legislação prevê a cobrança antecipada de metade do valor quando se fecha o negócio.

“Há quem anuncie imóveis para a temporada em sites de compra e venda, mas a nossa insistência junto à sociedade é que as transações sempre sejam feitas com corretores e imobiliárias. Isso trará mais segurança aos locatários”, comenta Viana Neto, descrevendo um episódio recente de estelionato.

“Essa semana mesmo tivemos o caso de um proprietário que teve seu imóvel anunciado na internet. O problema é que além dele não ter colocado para locação, ele mora no imóvel. Por isso a recomendação de sempre procurar a ajuda de um especialista. Existe um risco muito grande e os casos de golpes, infelizmente, são frequentes”.

Uma outra recomendação do Creci é visitar o imóvel antes de fechar o negócio. “É muito comum nestes anúncios, o locador informar que o imóvel fica próximo à praia e quando o interessado vai se hospedar no local, descobre que a casa não está exatamente onde imaginava. Por isso, conhecer o espaço antes é fundamental”.

Já aqueles que estiverem longe, também podem pedir ao corretor que envie imagens atualizadas do imóvel.  Isso pode dar mais segurança a quem está alugando um imóvel de temporada. E, em caso de algo não sair como o esperado, o locatário tem como buscar reparação.

Se o imóvel fica em um prédio com piscina, sauna e outras opções de lazer, Viana também ressalta que o locatário deve ser informado se poderá usá-las. A mesma regra vale para o uso de garagens. “Em alguns imóveis, somente os proprietários podem fazer uso. Por isso, é necessário sempre questionar essas informações na hora do aluguel”.

O presidente do Creci também chama a atenção para o número máximo de pessoas que o dono do imóvel permite. Em muitos condomínios, segundo ele, há um regimento interno, com número máximo de pessoas por unidade. Por isso, é necessário estar sempre atento a esta questão. Não esqueça também de perguntar ao dono do imóvel e ao condomínio se é permitido levar algum bicho de estimação durante a estadia.

Por fim, não esqueça de ler atentamente a todas as obrigações previstas no contrato. “Quando um imóvel é alugado junto a uma imobiliária, o corretor faz sempre um check list antes de entregar as chaves e assim que as recebe. Isso é uma segurança tanto para o proprietário quanto para quem vai alugar”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2018 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
nome
email
Receber e-mail? receber
não receber