tkjjjj

TJAM conhece sistema que agiliza serviços cartorários

Neste mês, a Associação dos Notários e Registradores do Amazonas (Anoreg/AM) apresentou ao corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Flávio Humberto Pascarelli Lopes, um sistema aberto que pode ser usado por todos os cartórios extrajudiciais do estado do Amazonas.

O objetivo principal do projeto apresentado pelo presidente da Anoreg, Marcelo Lima Filho, é encontrar especialidades notariais com as vantagens de diminuir o tempo de trâmite dos serviços, e ainda assim, dar conhecimento ao órgão fiscalizador dos planos para melhoria das atividades. “Entendemos a necessidade de melhorar a comunicação entre os cartórios e o Poder Público. A princípio a proposta é instalar um programa que otimize as atividades nos cartórios de Registro de Imóveis”, explicou Marcelo.

Para o magistrado, Flávio Humberto Pascarelli, o novo sistema gera comodidade, economia e segurança ao cidadão, uma vez que ele poderá acessar as suas informações de dentro de casa, apenas utilizando a internet.

“Com esse sistema, a informação será compartilhada entre os cartórios, órgãos fiscalizadores e cidadãos, que conseguirão acessar suas informações e emitir documentos com validade de onde estiverem, sem necessidade de dirigirem-se até o cartório”.

O tabelião Allan Nunes Guerra, do Distrito Federal, relata que o sistema na capital já está sendo utilizado com muito sucesso, com isso, ele irá acompanhar as novas metas implementadas na área em seis estados da Federação.

“Essa tecnologia permite, na parte de Nota, que a escritura seja feita eletronicamente e a Certidão tenha tramitação eletrônica. A atividade é feita com velocidade, agilidade e confere maior segurança no trânsito das notificações para registro de títulos de documentos. É um sistema aberto e pode ser usado por todos os cartórios do país”, esclarece Guerra.

Segundo Marcelo Lima Filho, além do Distrito Federal, o estado de São Paulo, por intermédio da Central dos Registradores de Imóveis, já possui essa iniciativa há alguns anos. “Conhecer essa plataforma é fundamental para que os registradores de imóveis do Amazonas tomem uma decisão em relação a qual sistema utilizar e quais parcerias deverão ser estabelecidas para implementar essa ferramenta”.

.

*Com informações do TJAM

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2019 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório