premio-rares

ARISP é destaque no prêmio Rares 2016 com projeto de gestão ambiental para serventias extrajudiciais

A Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP) ganhou na última quinta-feira, 17, o “Prêmio de Responsabilidade Socioambiental” organizado pela Rede Ambiental de Responsabilidade Social (Rares-NR 2016) e a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR), com o projeto “Sistema de Gestão Ambiental para os 316 Cartórios de Registro de Imóveis do Estado de São Paulo”. O evento foi realizado no Hotel Jatiúca, em Maceió, no XVIII Congresso Brasileiro de Direito Notarial e Registral.

Desenvolvido pela gestora ambiental da ARISP, Veridiana Aguiar, o Sistema de Gestão Ambiental consiste em adequar os cartórios aos moldes sustentáveis, para que produzam menos impactos ao meio ambiente e reduzam os gastos financeiros em suas serventias.

Com isso, foram elaboradas algumas ações, como, por exemplo, substituir os copos plásticos por copos biodegradáveis; reduzir o consumo de água nas serventias, adequando torneiras e instalando cisternas compactas para o reaproveitamento de água de chuva; substituir papel de sulfite A4, Ofício e Carta comuns, pelo papel feito de cana-de açúcar; trocar papel toalha por secadores de mãos; e mudar lâmpadas antigas para a tecnologia LED; além de ações socioambientais que são estimuladas nos cartórios como: distribuição de sementes de árvores nativas, campanha do agasalho, Curso de Libras entre outras.

Além disso, no empreendimento Green Farm CO2 Free, a ARISP possui a Floresta dos Registradores, com 46.540m², localizada em Itaquirai, Mato Grosso do Sul, com o objetivo de neutralizar todo o gás carbônico que é emitido pelos Registradores Imobiliários do Estado de São Paulo.

A diretora da Rares-NR 2016, Sonia Andrade, em entrevista exclusiva à TV Registradores, relatou que o objetivo do prêmio é mostrar à sociedade o que os cartórios fazem dentro da área social e ambiental, além de incentivar que cada cartorário participe com a sua serventia.

Andrade também conta que “a primeira edição da Rares nos surpreendeu, pois o números de projetos que não conhecíamos demostrou o quanto cada serventia se dedica em ajudar as pessoas e a preservar o meio ambiente, e, é só assim que conseguiremos construir um futuro melhor: unidos! Portanto, a maior missão da Rares nos próximos anos é levantar a bandeira ‘somos cartórios, somos solidários’”.

O presidente da Anoreg-BR, Rogério Portugal Bacellar, destacou a importância do serviço exercido pela RARES, que tem a oportunidade de dar publicidade às doações realizadas e mostrar à sociedade a  preocupação com o desenvolvimento do País. “Por meio da RARES conseguimos mostrar para a sociedade e ao Poder Público o trabalho que os cartórios exercem além da rotina de atendimento e, que contribuem para o desenvolvimento da sociedade”, disse.

A próxima edição do prêmio Rares ocorrerá em maio de 2017, no Rio de Janeiro.

Para conhecer mais sobre os projetos de meio ambiente e sustentabilidade da ARISP, acesse: https://goo.gl/gE5lXU ou https://goo.gl/SqgziC.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2018 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
nome
email
Receber e-mail? receber
não receber