Arisp participa de força-tarefa nos cartórios do Piauí

Um modelo de atendimento totalmente informatizado, mais ágil, padronizado, de qualidade e dentro dos modernos conceitos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), chega aos cartórios do Piauí, graças a um acordo de cooperação técnica firmado entre a Associação de Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o que possibilitará que os serviços de notas e registros, que vão da emissão de certidões de nascimentos, casamentos e óbitos, bem como de registro de documentos diversos, como imóveis, a expedição de certidões diversas referentes a assentamentos, assim como a abertura e o reconhecimento de firma possam ser solicitados em breve via Internet.

“Além da abertura da prestação de serviços via Internet, com o acordo teremos a realização de uma reorganização dos serviços de notas e registros, hoje prestados pelos cartórios e a capacitação de funcionários, o que possibilitará um atendimento mais ágil e de excelência. A realização de um registro, por exemplo, que hoje leva até 30 dias para ser expedido, terá seu prazo de entrega reduzido para algo em torno de 5 a 10 dias”, afirma o presidente da ARISP, Flauzilino Araújo dos Santos.

Com a modernização, a intenção é que o serviço cartorial do Piauí se transforme em modelo, uma vez que o CNJ pretende expandir para o restante do país o sistema padronizado. “Hoje, os serviços dos cartórios do Piauí são fornecidos de maneira precária. Os cartórios possuem uma séria de problemas estruturais, que vão desde a organização administrativa, à inexistência de material adequado. Esse acordo (de cooperação técnica) com a ARISP irá reorganizar o serviço extrajudicial no estado, melhorando a qualidade de prestação de serviço a população do mesmo”, aponta o juiz auxiliar da presidência do CNJ, Marcelo Martins Berthe.

Para realização das mudanças no Piauí, a ARISP em parceria com outras entidades notariais e registrais, sobre a coordenação do CNJ, levará ao estado, delegados de notas e registros experientes no sistema padronizado e informatizado. “Cerca de 100 profissionais de notas e registros atuarão na região com a missão de reorganizar o serviço extrajudicial no Piauí”, conclui o presidente da ARISP, Flauzilino Araújo dos Santos.

CNJ e ARISP - convênio histórico

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2019 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório