TJAL

Concurso TJ-AL para cartórios terá edital em 25 de janeiro

O Tribunal de Justiça de Alagoas reabrirá o concurso para cartórios. Deverão ser preenchidas 200 vagas de tabeliães, notários e registradores

O concurso TJ-AL para cartórios terá novo edital divulgado em 25 de janeiro. A informação foi confirmada pelo próprio tribunal à FOLHA DIRIGIDA.O concurso irá preencher quase 200 vagas de tabeliães, notários e registradores em todo o estado.

A Copeve (http://www.copeve.ufal.br), instituição vinculada à Universidade Federal de Alagoas, é a organizadora da seleção. “É um concurso necessário, um processo muito esperado, e que vai ser muito bem realizado pela universidade. A parte que cabe a nós da Copeve será muito rigorosa”, garantiu a diretora Marinês Coral Fagundes.

O edital contemplará um prazo para pedidos de devolução do valor pago em inscrições já feitas. “As inscrições anteriores estão mantidas, mas se o candidato quiser desistir, ele vai ter esse direito”, explicou Marinês Fagundes.

As etapas de seleção do TJ-AL cartórios

O concurso para cartórios extrajudiciais do Tribunal de Justiça de Alagoas terá quatro etapas. A primeira consiste em prova objetiva, prevista para o dia 29 de abril.

O concurso terá ainda prova discursiva, aplicada em 27 de maio; prova oral, entre 23 e 27 de julho; e análise de títulos, de 16 a 17 de agosto. O resultado final está previsto para 25 de setembro.

O TJ-AL também está com concurso aberto para os cargos de técnico e analista. Neste, são 131 vagas, sendo 100 vagas para técnico judiciário – área judiciária; 15 para analista judiciário – oficial de justiça avaliador; 15 para analista judiciário – área judiciária e uma para analista judiciário – área de estatística.

Concurso TJ-AL cartórios foi aberto em 2014

A seleção pública do Tribunal de Justiça de Alagoas para cartórios havia sido aberta em 2014, mas suspensa desde março de 2015 por decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A medida atende à decisão do conselheiro Valdetário Andrade Monteiro, que considerou superados todos os impedimentos para a realização do concurso.

“Havia dúvidas consistentes, especialmente sobre a lista de vacâncias das serventias. Passados mais de três anos do início de sua tramitação, hoje constata-se que as dúvidas, tanto sobre a lista de vacâncias, como também sobre a contratação da empresa organizadora foram dissipadas”, explicou o conselheiro na decisão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2018 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content