Exposição Chichico Alkmim no Instituto Moreira Salles

Chichico Alkmim estabeleceu-se em Diamantina, Minas Gerais, em 1912, e montou seu estúdio definitivo em 1919.

Autodidata, fotografou casamentos, batizados, funerais, festas populares e religiosas, paisagens, cenas de rua e os habitantes da região.

Sua exposição, no Instituto Moreira Salles, é um acervo do fotógrafo incrível, que inclui registros de Diamantina e arredores na primeira metade do século XX.

E, de Diamantina para o mundo, as fotografias de Chichico Alkmim são, antes de tudo, emocionantes.

A exposição sintetiza em ordem cronológica as fases do trabalho do fotógrafo, apresentadas em salas ambientadas.

Além das fotografias, será possível consultar mais de uma centena de negativos de vidro iluminados, formando uma espécie de vitral, bem como objetos originais do laboratório de Chichico e uma máquina de fole semelhante à utilizada pelo fotógrafo.

A intensa vida musical – um dos traços mais marcantes de Diamantina, e também registrado pelo fotógrafo – tem destaque especial na mostra. Como escreveu Carlos Drummond de Andrade, “entre outras excelências, povo de Diamantina é povo que canta, e isto significa riqueza de coração”.

A mostra fica no Instituto Moreira Salles até o dia 15 de abril. O horário de funcionamento do Instituto é de terça a domingo, das 10h às 20h. Às quintas, o local funciona das 10h às 22horas.

A exposição é uma ótima oportunidade para você conhecer o belo instituto, que fica no coração da Avenida Paulista.

Não perca!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2018 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content