materia_monitoramentocartorio-10

Monitoramento frustra assalto a cartório no Centro

Esta semana, o Cartório de Registro Civil foi alvo de uma quadrilha. Os elementos invadiram o local no início da madrugada, porém, foram impedidos pelo alerta de vizinhos. Há suspeita de se tratar de quadrilha especializada em roubos a cartórios na região.

Esta semana, o Cartório de Registro Civil foi alvo de uma quadrilha. Os elementos invadiram o local no início da madrugada, porém, foram impedidos pelo alerta de vizinhos.

Era por volta da 1h da última quarta-feira, quando o prédio do cartório foi invadido por bandidos. De acordo com José Emygdio Carvalho Filho, oficial de registro civil, os elementos chegaram a cortar a rede de energia direto no poste de iluminação, impedindo o sinal da internet do cartório até a manhã de ontem. “Ficamos também sem energia elétrica até às 13 horas de quarta, por conta das avarias”, conta.

Segundo Emygdio, os ladrões não tiveram sucesso graças à cooperação de duas vizinhas, que ouviram ruídos no escritório e chamaram a polícia. “Devo agradecer à cidadania de dona Raquel e dona Alzira, além do serviço eficiente das câmeras de monitoramento do Centro de Operações e Inteligência (COI) da Guarda Civil (GCM)”, declara.

“Assim que a Guarda foi acionada, o COI, por meio dos equipamentos de segurança, prontamente identificaram o veículo dos bandidos, que entraram na cidade pelo acesso da Avenida Presidente Vargas, em torno de meia-noite. Quando as viaturas chegaram, três elementos estavam aguardando do lado de fora”, relata o oficial.

Apesar da rapidez da chegada da guarnição, os bandidos conseguiram fugir; contudo, o furto não foi efetivado. “O cartório possui dispositivos jurídicos, ou selos, que garantem a segurança dos documentos; certamente era isso que os ladrões buscavam, pois a intenção era a de promover falsificações”, pondera.

“É importante salientar que já existe um estudo avançado para desenvolvimento do selo eletrônico, que torna o dispositivo ainda mais seguro. Testes têm sido feitos em Manaus e no Rio Grande do Sul, e acredito que logo estará em São Paulo”, completa Emygdio.

Para ele, trata-se de uma quadrilha especializada em roubos e furtos a cartórios. “Nossa suspeita se baseia em fatos recentes, já que os cartórios de Osasco e Valinhos foram assaltados na semana passada. Eles não invadem para roubar dinheiro ou equipamento, mas procuram pelos selos”, observa.

Operação

Os guardas civis Jocimar Boris e Sergio H. G. Pagni relataram que foram acionados pelo Coade, e alertados sobre o assalto em andamento no cartório. Ao chegaram no estabelecimento, verificaram o arrombamento da porta, com uso de uma chave micha (chave mestra modificada).

Eles ressaltaram ainda que viram um veículo suspeito estacionado na Rua Sete de Setembro e, na abordagem, verificaram tratar-se de duas mulheres e um homem, que estavam dormindo no carro. Junto com eles, os guardas encontraram três celulares e cada um possuía informações de localização de cartórios de vários municípios.

Os elementos já tinham passagens pela Polícia, e foram encaminhados à delegacia; fora os dados nos celulares, nada de suspeito foi encontrado com eles, que se declararam inocentes em relação à ação no cartório. A versão dada ao delegado foi a de que o trio teria vindo à Indaiatuba para visitar um conhecido, mas, de madrugada, não haviam encontrado seu endereço.

Já os bandidos que invadiram o cartório conseguiram fugir, levando R$ 2 mil em dinheiro. O local foi preservado pela própria segurança do cartório, e o Boletim de Ocorrência foi lavrado de acordo com o artigo 155 (furto qualificado) do Código Penal. Os aparelhos celulares encontrados com o trio suspeito foram apreendidos e os dados estão sendo analisados.

Posto de lacração também é roubado

Na última quarta-feira, outra ação criminosa chamou a atenção na cidade. Porém, neste caso, os bandidos levaram a melhor, já que conseguiram fugir subtraindo diversos objetos do local.

Já eram 17h, quando se encerrava o expediente no posto de lacração, localizado à Rua Cerqueira César. Neste momento, três elementos portando armas de fogo adentraram, anunciando o assalto. Na sequência, os bandidos levaram as vítimas até uma das salas e as obrigaram a se deitar, amarrando-as em seguida.

Ato contínuo, o trio passou a carregar a máquina de prensa de placas para um furgão Doblo branco. Eles também levaram uma carteira com documentos e cartões bancários, pertencentes ao encarregado da empresa; acessório de informática; 39 placas veiculares traseiras, e 53 dianteiras, além de 98 placas de motos; 40 rolos de arame de lacração; moldes de placas; e máquinade pintura de placas hot stamping.

De acordo com o encarregado, os ladrões permaneceram no local por cerca de dez minutos, e fugiram levando ainda a motocicleta da empresa, uma Honda CG 125 Cargo, branca, modelo 2010.

A empresa conta com câmeras de monitoramento que filmaram toda a ação criminosa. A vítima contou também que os marginais estavam sem máscaras, mas não foi possível a identificação, pois ele permaneceu o tempo todo deitado com o rosto virado para o solo.

Ninguém foi preso. O local foi periciado e o caso está sob a análise do delegado titular.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2019 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório