Novos juízes visitam Cartório para conhecer rotina do registro de imóveis

Os juízes puderam conhecer como os cartões de matrícula

Os juízes manusearam fichas de matrículas, de indisponibilidades e conheceram o sistema informatizado do cartório.

Os 97 Juízes empossados na última segunda-feira, dia 15 de junho, aprovados no 181º Concurso de Ingresso na Magistratura, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) visitaram, na última quarta-feira, dia 17 de junho, o 1º Oficial de Registro de Imóveis da Capital, localizado no Centro da capital paulista.

Acompanhados pelos Juízes Auxiliares da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ), Drs. José Antonio de Paula Santos Neto, Walter Rocha Barone, José Marcelo Tossi Silva e Álvaro Luiz Valery Mirra, os novos magistrados foram recepcionados pelo Registrador Flauzilino Araújo dos Santos e tiveram a oportunidade de conhecer toda a tramitação de um título no registro de imóveis, os livros do antigo sistema de transcrição, fichas de matrículas, indisponibilidade de bens, bem como toda a estrutura e controles do 1º Oficial e processos relacionados à prática registral de imóveis. O intuito é que esse conhecimento, os auxiliem como Juízes Corregedores e em futuros casos que envolvam documentação relacionada a bens imóveis.

O Juiz Auxiliar da CGJSP, Dr. José Marcelo Tossi Silva aproveitou para comentar sobre o processo de transcrição. “Além da matrícula é bom ressaltar aos colegas que existe a transcrição, porque muitos imóveis não estão matriculados ainda. Então, se receberem algum processo com transcrição e não matrícula, não achem estranho, porque a transcrição é muito comum em casos de usucapião”, apontou.

Os novos Juízes assumirão Varas em diversas áreas do Direito (Cível, Criminal, Família e Sucessões etc) no Estado de São Paulo e antes do início de seus trabalhos efetivos, seguiram um programa composto por aulas na Escola Paulista da Magistratura e visitas, promovido pelo TJSP.

O registrador do 1º Oficial de Registro de Imóveis, Flauzilino Araújo dos Santos acompanhou a visita monitorada pelos juízes do CGJ

O Registrador Flauzilino Araújo dos Santos mostra antigo livro de registro de penhor de escravos (1867) aos Juízes Álvaro Mirra e Marcelo Tossi

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2019 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório