screen-shot-2017-03-02-at-4-43-16-pm

Oficial Ademar Fioranelli fala sobre nova regra dos dados judiciais inseridos na matricula do imóvel

Na matéria divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo (veja aqui), desde o dia 18 de fevereiro, a matrícula do imóvel passa a informar se o atual proprietário é alvo de alguma ação judicial que possa colocar em risco a futura propriedade.

Com a concentração das informações na matrícula – e a consequente redução no número de procedimentos do cartório –, o tempo para transmissão de propriedade deve cair 20%, de 25 dias para 20 dias, de acordo com estimativas do Banco Mundial.

O Oficial do 7º Registro de Imóveis da Capital, Dr. Ademar Fioranelli, falou com a TV Registradores sobre este assunto.

“Nós devemos aguardar o pronunciamento do Judiciário, a formação de uma jurisprudência segura, para que o princípio da concentração – e que é muito importante – venha dar ao Registro de Imóveis aquilo que ele merece, um órgão capaz de oferecer a segurança social as pessoas que procuram um cartório para realizar os seus negócios”.

 Com informações do Estado de S. Paulo 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2019 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório