TJSP: Livro resgata história da Corregedoria Geral da Justiça de São Paulo

Corregedores posam para foto com o livro História da Corregedoria Geral da Justiça do Estado de São Paulo

Em uma solenidade que contou com a presença de ícones da magistratura paulista, foi lançado nesta terça-feira, 17 de dezembro, a obra “História da Corregedoria Geral da Justiça do Estado de São Paulo”, um livro institucional, organizado pelo corregedor-geral e presidente eleito do TJSP, desembargador José Renato Nalini, que contou com a parceria da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (Imesp). “Tentamos resgatar com essa obra, que é uma obra coletiva, um pouco a história da Corregedoria, um dos organismos mais importantes do Poder Judiciário. Este pulmão que filtra tudo aquilo que acontece em um universo cada vez mais complexo, cada vez mais gigantesco”, disse Nalini.

lancamento livro historia CGJ SP 2A obra conta com 246 páginas com a descrição das missões institucionais, dados biográficos dos ex-corregedores, depoimentos daqueles que comandaram a CGJ e de integrantes de suas equipes de juízes assessores, além de belas fotografias. Entre os coautores do livro está o governador Geraldo Alckmin, que escreveu texto sobre o tio, José Geraldo Rodrigues de Alckmin, que foi corregedor da Justiça de São Paulo no biênio 1970/1971 e chegou a ministro do Supremo Tribunal Federal.

O lançamento aconteceu no Salão Manoel Pedro Pimentel, auditório da Corregedoria localizado no 13º andar do Fórum João Mendes. Renato Nalini agradeceu a presença de todos, em especial aos ex-corregedores e esposas de ex-corregedores presentes: Milton Evaristo dos Santos; Luís de Macedo; Gilberto Passos de Freitas; Ruy Pereira Camilo; José Geraldo Barreto Fonseca; Carlos Eduardo de Carvalho; Maurício da Costa Carvalho Vidigal; Mário Devienne Ferraz; Maria Antonieta Garcez, viúva de Marcos Nogueira Garcez; Hermengarda Santos do Amaral, viúva de Sylvio do Amaral; Guiomar Millan Sartori Machado, viúva de Onei Raphael Oricchio e Vera Regina Alves Braga, viúva de Antonio Carlos Alves Braga.

lancamento livro historia CGJ SP 1Na cerimônia foram homenageados dois ex-corregedores que completariam 100 anos em 2013: José Carlos Ferreira de Oliveira e Humberto de Andrade Junqueira. “Com que emoção reverencio a memória dos desembargadores. Ambos foram luzes apontando rumos à inquietação do poeta. Dois paulistas de velha cepa que semearam exemplos de amor ao Judiciário paulista”, disse o poeta Paulo Bomfim, a quem coube a homenagem. Fábio Ferreira de Oliveira, filho de José Carlos, agradeceu em nome das famílias.

O diretor-presidente da Imesp, Marcos Antonio Monteiro, falou sobre a oportunidade de trabalhar na execução do livro e parabenizou toda a equipe. “Agradeço a confiança que o corregedor depositou na Imprensa Oficial para produzir esta obra”, disse.

Fizeram uso da palavra o ex-corregedor Luís de Macedo; o presidente de Associação Paulista de Magistrados, desembargador Roque Mesquita; e o corregedor eleito para o biênio 2014/2015, Hamilton Elliot Akel, que destacaram a importância do livro sobre homens tão ilustres, exemplos para as futuras gerações.

Ao encerrar a solenidade, Renato Nalini falou sobre a necessidade de se prestar homenagens ao passado: “Estamos resgatando nomes que não podem ficar esquecidos. Numa época em que os valores estão em declínio, em que o mundo inteiro está repensando o futuro da humanidade, nós precisamos resgatar o trabalho de homens como os que passaram pela Corregedoria: probos, íntegros e talhados para exercer esta função”.

Também compareceram à solenidade a secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania, Eloisa de Sousa Arruda, que representou o governador; o vice-presidente do TJSP, desembargador José Gaspar Gonzaga Franceschini; o vice-presidente eleito para o biênio 2014/2015, desembargador Eros Piceli; o presidente eleito da Seção de Direito Público do TJSP, desembargador Ricardo Mair Anafe; o presidente eleito da Seção de Direito Privado, Artur Marques da Silva Filho; o ex-presidente do TJSP, desembargador Álvaro Lazzarini; o diretor da Escola Paulista da Magistratura, Armando Sérgio Prado de Toledo; o presidente da Academia Brasileira de Direito Criminal e secretário geral executivo da Comunidade de Juristas da Língua Portuguesa, desembargador Marco Antonio Marques da Silva; o desembargador Luiz Edmundo Marrey Uint, representando a família Marrey; dezenas de desembargadores; magistrados, tabeliães, registrados e servidores.

.

Fonte: Comunicação Social TJSP

2 Respostas

Deixe uma resposta
  1. Avatar
    Leslier
    dez 20, 2013 - 11:08 PM

    Gostaria de informações sobre como adquirir o livro.

    Obrigada,

    Léslier

    Responder
    • Imprensa ARISP
      Imprensa ARISP
      dez 23, 2013 - 10:56 AM

      Bom dia Léslier!
      Você deverá entrar em contato diretamente com a Corregedoria Geral da Justiça de São Paulo.

      Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2019 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório