delguercio

Viúvos do WhatsApp, por Arthur Del Guércio Neto

Caro Leitor, vamos acordar! A vida é fora do telefone celular!

Nas últimas semanas, observamos algumas limitações impostas pelo Poder Judiciário ao uso do WhatsApp, determinando o bloqueio do aplicativo, fato que causou um clima fúnebre entre a população.

O aplicativo tem uso profissional, é certo, sendo importante ferramenta de comunicação. No entanto, a utilização excessiva tem causado espanto: pessoas andam sorrindo pelas ruas, olhando fixamente para a tela do celular, totalmente alheias ao mundo real, verdadeiros zumbis. Pior do que andar pelas ruas de tal forma, é dirigir manuseando o aparelho, colocando em risco não só a vida do motorista, mas também a de outras pessoas.

Indivíduos deixam de conviver com suas famílias, para ficar proseando bobagens em grupos de WhatsApp, com pessoas que em muitos casos sequer conhecem, expondo suas vidas de maneira irresponsável.

Não se busca pregar um estilo de vida totalmente alheio à modernidade, mas sim que seus mecanismos sejam utilizados moderadamente.

Em outras colunas já abordamos o tema “ata notarial”, um ato praticado pelo Tabelião, dotado de fé-pública, que tem como principal utilidade provar os mais variados fatos da vida: estado de um bem imóvel, ocorrências na internet e também em celulares, isso sem contar ser parte do procedimento da usucapião extrajudicial.

Logo, conversas mantidas pelo WhatsApp, escrita ou verbalmente, com ou sem envio de imagens, poderão ser provadas pela ata notarial. Basta levar o telefone a um Tabelião de confiança e o mesmo procederá em poucos instantes à confecção do documento, robusto meio de prova para qualquer medida que o solicitante possa querer pleitear.

É preciso ter cuidado com a comunicação virtual. Por muito tempo, o mundo eletrônico foi considerado “terra de ninguém”, onde tudo poderia ser feito e dito. Hoje, no entanto, a crescente utilização da ata notarial tem ajudado a regrar esse ambiente, trazendo paz e tranquilidade à população, um dos principais objetivos da atuação do Tabelião.

Sem resposta

Deixe uma resposta
  1. Avatar
    Saraiva
    ago 15, 2016 - 12:15 PM

    Excelente artigo: “a utilização excessiva tem causado espanto: pessoas [...] olhando fixamente para a tela do celular, totalmente alheias ao mundo real, verdadeiros zumbis”! Pura realidade…

    Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Notícias Relacionadas



Copyrıght 2020 ARISP. All RIGHTS RESERVED.

Content
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório